26 abr 2017
0

Gosto de gente simples

Tenho um grande apreço por gente simples. E, quando falo isso, não me remeto apenas àquelas pessoas que não ligam para bens materiais e afins, mas de quem simplifica tudo na vida.

Gente simples não cria empecilhos para não ir a algum lugar e não gosta de inventar problemas para todos os assuntos. Elas resolvem! Se querem algo, dizem “sim”. Se não querem, mandam logo um “não”.

Outra coisa legal dessa “gente simples” é que elas não trabalham com impossibilidades. Para elas, nada é impossível antes de tentar.  O que não combina com esse tipo de pessoa é se apegar ao erro e à negatividade. Você raramente vai ouvir elas falando que não sabem se querem fazer alguma coisa por causa dos outros, por causa do trabalho ou seja lá o que for.

gente que vamos vamos

Elas também não vão esperar minutos ou horas para responder uma mensagem e nem vão deixar de pedir desculpas quando estiverem erradas por puro orgulho. Sabem que isso é pura perda de tempo… e de vida!

E, é muito gostoso conviver com a simplicidade dessas pessoas, porque elas deixam a vida mais leve, mais objetiva e menos complicada. Parece que elas nos trazem paz. O contrário de gente complicada, que dá preguiça até de conversar. Já reparou que tem quem pareça ser uma fábrica de problemas? Você elogia a blusa, ela fala que ainda está pagando por ela. Você convida pra sair e ela fala que tem que dar comida ao papagaio, comprar tijolo, fazer hora extra… Sabe o que isso causa nos outros? PRE-GUI-ÇA! Sim, em caixa alta e separada em sílabas ainda por cima!

gente complicada

Se eu pudesse pedir somente uma coisa para as pessoas à minha volta, seria: seja simples! <3

Comente
24 abr 2017
0

Menos palpites sobre a vida amorosa dos outros

Já reparou na mania que a gente tem de dar palpites sobre a vida amorosa dos outros? É aquela amiga que a gente julga que não está em uma relação ideal, a manicure que deveria terminar o casamento, aquele que achamos que é cafajeste… Estamos sempre palpitando sobre a vida dos outros e, muitas vezes, nem é porque queremos, não. As pessoas nos procuram para pedir opiniões, O TEMPO TODO!

Acontece que, raramente os nossos conselhos vão ser realmente úteis. Sabe o porquê? Nós não somos donos da verdade. Pode ser que a pessoa aconselhada realmente precise estar naquele relacionamento que julgamos ser inadequado por “N” motivos, como aprender, crescer, desenvolver suas emoções… E,mesmo que já tenha se envolvido em situações parecidas outras vezes, talvez seja importante vivenciar aquilo de novo. Conhece aquela frase que diz que “se a situação se repete, é porque há algo que você não aprendeu”? Então…

frase que fala 3 coisas que você deve manter em segredo: a sua vida amorosa, seu faturamento e seus próximos passos

Pode ser também que o que acreditamos não ser ideal, como uma relação aberta ou um casamento realizado após poucos meses de namoro, seja o melhor para as duas pessoas. Quantas vezes casais que você não imaginava que dariam certo ficaram para sempre juntos?

Falando em “para sempre”, que mania é essa que a gente tem de pensar que, se um relacionamento não durou até o “que a morte nos separe”, ele não deu certo? Deu certo sim! Pelo tempo necessário. Temos que ter em mente que, tudo acontece da forma que tem que ser, na hora certa.

Por fim, além de pensar muito antes de comentar e julgar os relacionamentos alheios, lembre-se de falar menos dos seus. Às vezes, você estará se sentindo bem e, ao comentar sobre uma pessoa que você gosta ou até tem alguma relação, vai vir alguém criticar ou fazer você pensar negativamente sobre algum ponto entre os dois. Isso acontece porque cada pessoa te aconselha de acordo com a sua própria ótica, pelas suas vivências e pelos seus valores. Ninguém sabe realmente o que acontece na vida de um casal, somente os dois. Então, pra que atrair energia ruim e ouvir algo que pode atrapalhar os seus sentimentos?

“Lembre-se que a linha do tempo da sua vida amorosa será sempre certa para você. Quem se importa se seu amigo se casou com 24 anos ou que sua irmã teve seu primeiro bebê com 31.”

Não estou dizendo que, se você está mal, não deve se aconselhar com alguém ou, se alguma pessoa te pede ajuda, não deve ajudar. Mas sim, de pensar muito bem sobre o que você vai falar e para quem você fala. E, se estiver no papel de conselheira(o), lembre-se de ser o mais neutra(o) possível. Afinal, você realmente sabe a fórmula do amor? Sabe o que uma pessoa deve fazer para encontrar a sua alma gêmea? Tem uma vida amorosa perfeita? Acredito que não, né? Então, pegue leve com você e com os outros.

“Ouça e tome o conselho de pessoas em quem você confia, mas lembre-se de que no final do dia, só você sabe o que é melhor para si mesmo.” – osegredo.com.br

Comente
17 abr 2017
0

Dica de Leitura | O Livro do Ego de Osho

Um dos livros que li no início deste ano e que fez com que eu mudasse bastante a minha maneira de encarar os fatos da vida foi “O Livro do Ego – Liberte-se da Ilusão” do Osho. Para quem não conhece, o autor indiano foi um grande líder espiritual e entusiasta da meditação e do despertar da consciência.

Neste obra, ele expõe vários conceitos, tais como:

  • Darma – Palavra que significa “Lei Natural” , “Realidade”, “vida” no modo geral ou o “Caminho para a Verdade Superior”;
  • Ego“O reflexo, aquilo que os outros pensam. Se ninguém pensa que ela tem alguma utilidade, se ninguém a aprecia, se ninguém lhe sorri, então, também, um ego nasce – um ego doente, triste, rejeitado, como uma ferida, sentindo-se inferior, sem valor. Isso também é ego. Isso também é um reflexo.”;
  • Felicidade“A felicidade é a morte do ego. Se você quiser continuar a ser uma entidade separada da existência, como quase todos estão tentando fazer, você vai ter medo de ser alegre, animado. você vai sentir-se culpado por ser feliz. Você vai sentir-se suicida porque você estará cometendo suicídio no nível psicológico, no nível do ego.”

o livro do ego do autor osho

Osho também fala sobre a relação entre homens e mulheres e sobre o papel da mulher na sociedade. Para o autor, a mulher é menosprezada desde sempre e isso não é certo. Ele fala que ela foi criada para ser inferior ao homem, mas que deve conquistar o seu lugar:

“Se em todo o mundo à mulher for permitida a liberdade de desenvolver o seu potencial, haverá muitas, muitas mulheres iluminadas; muitas, muitas mulheres místicas, poetisas, pintoras. E elas melhorarão o mundo inteiro. Elas darão ao homem também novas dimensões porque as suas maneiras de verem as coisas são diferentes. O homem olha para as coisas de uma maneira; a mulher olha de uma perspectiva diferente. A vida se tornará mais rica.”

O líder também é totalmente contrário à política tal como é feita, considerando-a até como uma doença. Osho diz que “os políticos, todos os políticos do mundo, têm muita coisa para esconder porque para conseguir a realização de sua ambição – tornar-se presidente, primeiro-ministro – eles têm que fazer tudo… Seja legal ou ilegal, moral ou imoral, não interessa. Os meios não interessam aos políticos, apenas os fins interessam. Se o fim for alcançado, então todos os meios estão certos.”.

Outro ponto de destaque na obra e que muito me interessou foi a meditação. Ele acredita que essa é uma das únicas maneiras de alcançarmos a consciência e que, ao contrário do que muitos acreditam, não precisamos apenas prestar a atenção na respiração para conseguir entrar no estado meditativo. A simples contemplação às estrelas ou observar o mar já são formas de meditar, de se livrar dos pensamentos e das preocupações da mente.

Além disso, o livro me despertou para a importância de focar no agora, algo que me levou a outro exemplar, “O Poder do Agora” de Eckhart Tolle. Esses dois livros têm sigo fundamentais para o meu estudo a respeito da espiritualidade e do desenvolvimento da consciência. E você, já leu algum deles? O que achou? Também aceito indicações! 🙂


Informações sobre a obra:

SINOPSE

Em O livro do ego, Osho compartilha seus ensinamentos através de perguntas e respostas, proporcionando ao leitor a libertação da prisão representada pelo ego. O livro aborda temas como política, poder, violência e amor, relacionando a influência do ego em cada um desses elementos. O autor ensina que a autoaceitação só é possível quando nos despimos de toda a vaidade que carregamos. Juntamente com O livro das mulheres, O livro dos homens e O livro do ego, esta valiosa obra contribui de maneira imprescindível para o autoconhecimento e para a criação de um mundo melhor.

Nº de páginas: 320
Valor médio: R$ 29,90
Comente

DONA ONÇA é um blog pessoal, que fala de assuntos diversos como moda, comportamento, cutura, etc.

Todas as imagens que aparecem no site são de autoria própria, ou reproduções de outros sites e DONA ONÇA não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça no DONA ONÇA favor entre em contato e ela será prontamente removida.