15 mar 2017
0

Aceite que o outro é livre

Já ouviu aquela expressão que diz que quando gostamos muito de alguém, “queremos colocar em um potinho”? Parece que é bem assim mesmo. Queremos saber dos passos dessa pessoa, se está conversando com outras… E assim, surgem os sentimentos de ciúme e posse que, em excesso destroem qualquer relacionamento.

Para evitar que isso aconteça, precisamos de colocar em prática alguns conceitos.

Amor-próprio

Quando a gente passa a se aceitar e gostar da gente como é, passamos a gostar também de fazer passeios sozinhos, ou mesmo, ficar a toa só em nossa companhia. Isso é fundamental para que possamos nos relacionar com o outro. Só a partir do momento em que você se ama é que poderá amar realmente alguém.

O outro é livre

Outra coisa dificílima, mas necessária, é entender que o outro precisa ter o seu próprio espaço. Não podemos limitar com quem ele(a) conversa ou o que faz. Temos que ter em mente que, se está conosco, é porque nos ama. É inútil tentar buscar provas o tempo todo de que o outro está tentando trair ou que quer terminar. Isso só gera uma angústia e cria pensamentos negativos que, no final, 99,9% não tem fundamento algum. Será mesmo que vale a pena focar em coisas que nem aconteceram ao invés de curtir os momentos a dois no presente? Acho que não, viu?

Que cresçam juntos

A partir do momento em que ambos têm liberdade em uma relação, fica mais fácil trocar ideias e fazer coisas em que os dois cresçam individualmente e como casal. Se você sabe que pode viajar a trabalho que o outro não vai implicar, vai se sentir melhor para buscar novas oportunidades. E, se ele(a) sabe, que pode ir se encontrar com os amigos que você não vai ficar bravo(a), vai se sentir no melhor relacionamento possível. Afinal de contas, um namoro, casamento ou afim só é bom quando somos livres para ser quem a gente é de verdade e se satisfazer em todos os setores de nossas vidas.

Deixe o seu comentário!

sem Comentários

DONA ONÇA é um blog pessoal, que fala de assuntos diversos como moda, comportamento, cutura, etc.

Todas as imagens que aparecem no site são de autoria própria, ou reproduções de outros sites e DONA ONÇA não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça no DONA ONÇA favor entre em contato e ela será prontamente removida.