27 mar 2014
1

Amor| É um bônus ou a sua prioridade?

Penso que tudo seria mais fácil se a gente pensasse que o amor é um bônus a mais para a nossa felicidade. Já estamos felizes, aí… “tum”! A seta do cupido nos atinge e a gente fica MAIS feliz. Acontece que, para boa parte das mulheres ele é quase como uma prioridade em suas vidas e, eu não as julgo, pois infinitas vezes já o coloquei em primeiro lugar também.

A carreira pode ser um sucesso, a família pode estar em paz, ela pode ser linda e admirada, mas no fundo, no fundo (ok, talvez nem tão no fundo assim), tudo o que a mulher quer é encontrar alguém que desperte o seu coraçãozinho e faça ele bater mais forte, de forma correspondida ou não.

amor

Isso renderá um bate-papo com as amigas, fará com que tenha pensamentos românticos (ou pelo menos, amáveis) e também, que encontre músicas que tenham tudo a ver com o seu momento.

Ela pode ser a mais desapegada desse mundo que, mais dia, menos dia estará lá numa quinta-feira ociosa com o pensamento voltado para alguém.

E isso nem é culpa só nossa não! A sociedade desde sempre fez a gente acreditar em príncipes encantados, em histórias cheias de romantismo e que só seremos plenamente felizes quando estivermos com alguém do lado.

Acredito que, na verdade, isso deveria ser mais simples e equilibrado. Como se fosse uma pizza em que, cada pedaço seria um setor: Um da família, outro da carreira, mais um da nossa fé, um das amizades, uma parte dos estudos e claro, uma do amor.

Quando uma delas ficar “vaga” ou com problemas, sentiríamos uma certa vontade de preenchê-la de alguma forma. Sem pressão ou julgamentos.

Parece simples, não? Mas não é! Na mistura de sentimentos da nossa alma, se uma parte vai bem, a gente acaba levando bons sentimentos para o restante. E, se vai mal, acontece o mesmo.

Se isso é errado? Não. Acho que cada um deve viver de acordo com a sua natureza. Afinal, não existem fórmulas certas e, cada um, de acordo com as suas experiências, deve decidir quais serão as suas escolhas e atitudes.

Muitas vezes a gente usa regras gerais e aconselha: “não liga pra ele!”, “não diga ‘eu te amo’ primeiro”… Acontece que, as pessoas são diferentes e suas reações também. O que deu certo em 99,9% dos casos pode dar errado para você. Ou não. Siga mais os seus instintos, o seu coração e, por que não, a sua intuição? Se somos mulheres, pelo menos dizem que temos esse sentido a mais a nosso favor para nos ajudar na hora de decidir se vamos nos entregar pra valer, sumir, correr atrás ou mesmo, largar pra lá.

Assim a gente vai colecionando histórias, erros e acertos, machucados e curativos, lágrimas e sorrisos. Tudo vira experiência. 

E que venham amores inesquecíveis, corações acelerados e pensamentos distantes que fazem a gente ter vontade de mostrar os nossos sentimentos para o mundo…

Deixe o seu comentário!

1 Comentário

  1. Carla disse:

    Parabéns pelo texto Carol, realmente não existe fórmula certa para o amor… e na maioria das vezes é tão complicado… Beijos!

DONA ONÇA é um blog pessoal, que fala de assuntos diversos como moda, comportamento, cutura, etc.

Todas as imagens que aparecem no site são de autoria própria, ou reproduções de outros sites e DONA ONÇA não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça no DONA ONÇA favor entre em contato e ela será prontamente removida.