26 jun 2013
7

Seguir ou não as tendências? – Reflexão Moda Intuitiva

Na quarta-feira passada (19/06) fui ao lançamento do livro Moda Intuitiva da sempre simpática Cris Guerra. Infelizmente não pude ficar para pegar um autógrafo e dar um abraço, mas comprei o livro e estou “devorando” cada página.

O texto traz uma linguagem gostosa de ler, pois parece que a Cris está conversando com a gente. Além disso, não tem como não se identificar com as experiências relatadas pela nossa publicitária/blogueira.

livro moda intuitiva da cris guerra no blog dona onça

Como ainda não terminei de ler não pretendo fazer uma resenha super detalhada, mas sim, uma reflexão a respeito de um tema que me despertou interesse: seguir ou não as tendências?

Sempre falei aqui no blog da importância do auto-conhecimento na hora de entender o nosso estilo. Quando a gente passa a estudar a nossa personalidade, os nossos desejos, qualidades, defeitos, traumas, conquistas, cores preferidas, jeito que arrumamos o cabelo, padronagens preferidas e muito mais, é mais fácil juntar tudo e definir quem realmente somos e retratar isso na forma como nos vestimos diariamente.

livro moda intuitiva da cris guerra no blog dona onça

Muitas pessoas se prendem às tendências e sempre apostam naquilo que é visto nos blogs, sites  e revistas de moda, sem ao menos parar para pensar se aquela peça tem realmente a ver com o seu estilo próprio.

Outras deixam de usar as roupas que gostam de verdade por medo do que as pessoas vão pensar. Ficam receosas pelo julgamento alheio e acabam não realizando seus desejos e nem ficando à vontade na própria pele.

Isso quer dizer que é para largar esse papo de moda pra lá? Não. Ou sim. Isso vai depender de quem você é! O que eu gostaria é que todos avaliassem as tendências e peneirassem para tirar apenas aquilo que é “a sua cara” e não sair usando tudo o que os fashionistas dizem que é “IN”.

Você não precisa usar calça listrada, estampa de onça ou camuflado no inverno, peças com spikes ou top cropped. A não ser que tudo isso se encaixe na sua personalidade e naquilo que você quer mostrar para o mundo. Porque vocês sabem, né? As roupas que escolhemos todos os dias mostram para a sociedade quem somos e o que queremos. E aí, será que você está comunicando isso corretamente? Conhece bem o seu estilo? Sabe o que quer?

Antes de passar o cartão para adquirir aquela peça que é “a última moda”, pense se ela mostra exatamente o seu interior.

Foi isso que a Cris fez: buscou se conhecer e se aceitar. Um ótimo exemplo para todos nós! Se quiser ler mais sobre o assunto, vale a pena comprar ou pegar o livro emprestado com uma amiga. No mínimo, vai mudar o seu jeito de se enxergar no espelho.E pode ter certeza, você vai se ver muito mais bonita e única! 😉

 

Deixe o seu comentário!

7 Comentários

  1. Adorei o artigo e concordo plenamente. No século 21 as amarras foram excluídas dando lugar ao que cada um é de verdade.

  2. Deise Gomes disse:

    Bem bacana né?
    Ngm tem q ser de um jeito pq todo mundo é, nem gostar ou usar o que todos preferem… Se nem na escolha do nosso visual podemos ser livres, a coisa tá feia hein?
    Beijooo
    http://www.smooch.com.br

  3. To muito querendo ler esse livro.
    A Cris é uma inspiração pra mim, tenho certeza de que vale a leitura (:

    Beijos

DONA ONÇA é um blog pessoal, que fala de assuntos diversos como moda, comportamento, cutura, etc.

Todas as imagens que aparecem no site são de autoria própria, ou reproduções de outros sites e DONA ONÇA não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça no DONA ONÇA favor entre em contato e ela será prontamente removida.