27 out 2011
2

Quer ter um “doce-de-leite’ no guarda-roupa?

Meninas, mais um texto, gentilmente enviado pela designer de moda Camila Fernandes com conteúdo exclusivo para o Blog Dona Onça. Bem interessante! Vale a leitura! 🙂

Pra quem é mineira assim como eu, sabe que nosso estado é encantador. Encantos que são super saborosos quando o assunto é a nossa culinária. Entre tantas broas, quitutes, goiabadas e queijos, o doce-de-leite reina soberano, seja pelo seu gostinho inigualável ou pela versatilidade de formas para ser consumido. Em tabletes ou em pasta, sozinho ou como recheio, ele tem lugar especial na mesa mineira.

O doce-de-leite em pasta é cremoso e se molda facilmente a utensílios como colher, garfo ou faca, não tem linhas retas, passando a impressão de algo que se pode comer de qualquer jeito porque sua cremosidade se adéqua  aos mais diversos talheres para que possamos saboreá-lo. Esta iguaria da culinária mineira pode ser relacionada a peça mais feminina do guarda-roupa que  é o vestido. Isto acontece porque ele também pode ser usado sozinho  ou acompanhado de leggins e dos mais variados acessórios montando looks versáteis, assim como é utilização  do doce na gastronomia.

Para termos um ‘vestido-doce-de-leite’, temos que procurar aquele que mais se enquadra na nossa vida, porque a intenção é que ele seja versátil. Quem tem mais peso visual na parte de cima do corpo, deve escolher vestidos que tenham volume e adereços na parte debaixo. Ao contrário,  quem tem volume na parte debaixo, deve dar preferência para modelos que tenham a parte de cima em destaque, pode ser uma gola diferenciada ou as mangas.


 

Se você esta acima do peso ideal, opte por vestidos com decotes império, uma gola bacana ou o decote em V, isso vai desviar os olhares do corpo, e vai levá-los para o rosto e colo. Se tem o peso visual bem distribuído no quadril e no busto, escolha um modelo levemente acinturado, e se seu corpo tem os quadris, a cintura e o busto na mesma linha, prefira modelos que tenham pregas ou pences na altura da cintura, porque este artifício vai ressaltar a cintura, harmonizando todo o corpo.

 

Para termos uma peça realmente versátil, opte por cores neutras  que são atemporais: preto, branco, cinza chumbo, marrom, azul marinho, bege entre outras. Para conseguir usá-lo de manhã, de tarde ou de noite escolha tecidos lisos, sem interferências, texturas ou brilhos, porque assim ele não vai ter ‘cara de festa’ e você vai poder  ir em um passeio à tarde sem problemas. Interessante escolher tecidos naturais, porque eles deixam o corpo respirar, o que é super importante para o nosso clima tropical.

Depois de escolher é só ir até seu ‘livro de receitas’ (lê-se guarda-roupa, armário, closet..) e deixar a imaginação fluir em meio a tantos brincos, colares, broches, sapatos, lenços, sandálias, anéis, bolsas. São os acessórios, a disposição pra experimentar e a honestidade com nós mesmas que darão origem as mais ‘belas  sobremesas’ feitas a partir deste doce-de-leite!

Curti muito o texto e vocês?

 

Post's relacionados

Deixe o seu comentário!

2 Comentários

  1. Alessandra Gomes disse:

    Nunca mais vou esquecer!!! Sempre que comer doce de leite me lembrarei dos vestidos e das dicas dadas aqui.E qdo eu abrir o meu “livro de receitas”,com certeza me deliciarei com o doce de leite!!!Bjssssss!

  2. Carol,

    Quando se tem noção do seu corpo, tudo fica mais facil e mais bonito ao compro looks…
    Otimas dicas no post…

    Bjs linda!

DONA ONÇA é um blog pessoal, que fala de assuntos diversos como moda, comportamento, cutura, etc.

Todas as imagens que aparecem no site são de autoria própria, ou reproduções de outros sites e DONA ONÇA não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça no DONA ONÇA favor entre em contato e ela será prontamente removida.