29 abr 2011
6

“Tenha a mesma idade que a idade do céu…”

Outro dia eu estava pensando no seguinte assunto: É impressionante como a idade traz sabedoria. Sabe aquelas brigas bobas de antigamente que hoje não fazem mais sentido? É isso. Posso começar pelo relacionamento com os nossos pais. Na adolescência, principalmente, a gente não entendia o porquê daquela “pegação” no pé tipo “filha, leva a sua blusa”, “quando chegar em tal lugar, me liga” ou “não se envolva com fulano, ele não te merece”. A gente sempre achava que era papo furado e nem dava muita bola, não é mesmo? Mas sábio é o tempo que nos ensina que aquilo tudo era preocupação normal de pessoas que nos amavam e só queriam o nosso bem. Ok que era da maneira deles, mas fala que muito do que faziam não faz sentido hoje! Eu chego até a admitir que, na maioria das vezes, eles tinham razão.

Outra coisa que muda e melhora com o tempo é o nosso jeito de levar os relacionamentos amorosos. Tá, eu sei. A gente (não eu, tá, amor? Estou generalizando! rs) ainda espera as ligações/mensagens/tweets dos “peguetes/rolinhos/e/afins” no dia seguinte, somos um pouco orgulhosas na hora de tomar a iniciativa… Mas em relação aos relacionamentos com mais tempo como namoros mais longos, noivados, casamentos percebe-se que, com o passar dos anos, aqueles chiliques vão perdendo a importância. Por exemplo, sabe quando ele olha uma mulher bonita e a gente fica p* da vida? Então, ele sempre vai olhar e a gente sempre vai ficar p*, essa é a triste realidade. Mas você vai brigar todas as vezes que isso acontecer? Não, né? Só de vez em quando rsrs O importante mesmo é quem está junto deles: nós, que somos mais bonitas que qualquer “essazinha” por aí. E a gente também olha os bonitos por aí, a diferença é que somos mais discretas, certo? 😀

Até as brigas entre irmãos vão diminuindo com o tempo. Eu sou filha única, mas cansei de ver as minhas amigas que, quando crianças viviam brigando com as irmãs, se tornarem amigas e confidentes das mesmas. É claro que tem irmãos que vão passar a vida inteira em pé de guerra, mas são excessões.

Além disso, passamos a dar menos valor às críticas infundadas e nada construtivas. Convenhamos que, algumas até são críticas do bem e servem para que a gente possa melhorar em algum aspecto, mas outras são só invejinha ou implicância mesmo. Cabe a nós observar de quem parte a crítica e se vale a pena refletir a respeito ou se o melhor é deletar da mente.

Fato é que a gente não precisa temer a chegada da idade. Até por que, com medo ou não, ela vai chegar. E é bem melhor recebê-la de bom-humor. Ficar mais velha e carrancuda? Me poupe, né? 😉 Alguns cuidados com a aparência também são bem-vindos como usar filtro solar, procurar a dermatologista para que ela indique uns ácidos de tratamento, se alimentar bem, fazer exercícios, etc. Por que, vamos combinar que toda mulher quer estar inteirona quando a “melhor idade” chegar. Mas viver buscando aprender com o erros, com as pessoas que surgem pelo caminho e com os momentos vividos é no que mais vale a pena investir.

“É a paz de espírito e a tranquilidade que só o tempo pode trazer para as nossas vidas.”

Observação: O título do post é da música “A idade do céu” do Paulinho Moska, que eu adoro! 😉

 

 


Post's relacionados

Deixe o seu comentário!

6 Comentários

  1. Tâmara disse:

    Carol! Adorei este post em especial. Vale a pena parar para refletir em coisas como estas as vezes.
    O blog está lindo, parabéns!

    Um beijo

  2. Carol,
    AMEI o post! AMEI muito!
    Acho que com o tempo a gente fica mais “prática” também né? Deixa de brigar por coisas que não vão se resolver ou que não valem a pena mesmo!
    Acho que a gente percebe que o tempo é muito pouco para perder com bobagens!

    • Blog Dona Onça disse:

      Noooooooossa,
      falou tudo agora:
      “Acho que a gente percebe que o tempo é muito pouco para perder com bobagens!”
      É isso mesmo,Bia!
      A idade ajuda a gente a separar o que vale e o que
      não vale a pena importar…=)
      Bjo!

  3. Adorei esse post!
    Tudo que vc foi falando, eu fui me encaixando, haha
    Esses dias até tava comentando com o marido como nossa relação foi mudando (nem pra pior, nem pra melhor, só mudanças)!
    Enfim, adorei a reflexão!
    Beijos!

    http://titagens.blogspot.com/

    • Blog Dona Onça disse:

      Pois é,fui escrevendo baseando-me
      em experiências próprias,mas que
      muita gente passa,né?
      E sobre relacionamentos, acho que o tempo
      traz muita maturidade para quem sabe refletir
      sobre o que acontece…e vai ficando muito melhor! =)
      Obrigada,Larissa!
      Fico feliz que tenha gostado!
      Grande beijo!

DONA ONÇA é um blog pessoal, que fala de assuntos diversos como moda, comportamento, cutura, etc.

Todas as imagens que aparecem no site são de autoria própria, ou reproduções de outros sites e DONA ONÇA não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça no DONA ONÇA favor entre em contato e ela será prontamente removida.